11 de jan de 2014

Ascendência de José Antônio de Figueiredo.


Levantamento Inédito da Ascendência do Patriarca
José Antônio de Figueiredo.

1. José Antônio de Figueiredo. Nasceu no dia 10-03-1756, quarta-feira, na moradia dos pais situada na Rua da Barreira, na Freguesia de Miragaia, Concelho do Porto, Portugal; sendo aí também batizado em 15-03-1756, segunda-feira, na igreja de São Pedro, pelo Abade Manuel da Cruz, tendo por padrinhos: José Gonçalves de Oliveira, natural de Vila Nova de Gaia e Josefa, de Miragaia; e servindo como testemunhas: Francisco da Rocha, e Henrique José de Oliveira, tio materno do menino.1
Era filho legítimo dos portugueses [2.] Antônio José de Távora de Figueiredo e [3.] Luísa Teresa de Jesus.
Ele veio solteiro para o Brasil e se fixou na Capitania de Minas Gerais, onde se casou com a viúva Rosa Joaquina da Costa, pelo que dizem, no dia 17-08-1785, quarta-feira, na capela de Nossa Senhora do Pilar (que foi demolida por volta de 1850), no Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos; ela nascida nesta mesma localidade, em 17-04-1757, domingo; tendo portanto ao contrair o seu segundo matrimônio: 28 anos e 4 meses de idade; enquanto o José Antônio de Figueiredo contava: 29 anos, 5 meses e 7 dias. Já, o primeiro casamento de Rosa Joaquina da Costa fora realizado em Barbacena, Minas Gerais, no dia 18-05-1774, quarta-feira, quando tinha 17 anos, 1 mês e 1 dia de idade, com o Capitão Manuel Monteiro de Pinho, natural de São Martinho de Gândara, Oliveira de Azeméis, Portugal, filho legítimo de Antônio Monteiro de Pinho e Ana Francisca. Do seu primeiro casamento, Rosa Joaquina da Costa teve apenas dois filhos nascidos em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais: o mais velho, Manuel Monteiro de Pinho, que recebeu o mesmo nome do pai, nasceu no dia 11-03-1776, segunda-feira,2 casou-se na igreja de Nossa Senhora da Conceição de Aiuruoca, Minas Gerais, em 28-02-1797, terça-feira, com Teresa Maria de Jesus, sendo esta natural de Aiuruoca e filha legítima de Antônio de Magalhães Passos e Maria Pereira das Neves.3 E o segundo que recebeu o nome de Francisco, faleceu em tenra idade, no dia 11-06-1778, quinta-feira, em Registro Velho.50
José Antônio de Figueiredo morreu em Registro Velho no ano de 1802, com 45 para 46 anos de idade, e cerca de 15 anos de casado; tendo o seu corpo sido sepultado dentro da capela de Nossa Senhora do Pilar. O casal teve sete filhos, todos nascidos em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais, onde foram todos batizados na capela de Nossa Senhora do Pilar, que deixou de existir por volta do ano de 1850. Ei-los pela ordem de nascimento.4
1.1 Luísa Teresa de Figueiredo. Nascida no dia 02-05-1787, quarta-feira, em Registro Velho, e que foi aí batizada na capela de Nossa Senhora do Pilar com o nome de Maria, em 18-05-1787, sexta-feira; e foram padrinhos de batismo, os seus tios maternos: Padre Manuel Rodrigues da Costa (um dos Inconfidentes Mineiros) e Maria Josefa da Costa (que foi casada com o Alferes Custódio Ferreira Guimarães). Ela se casou duas vezes: em primeiras núpcias, também na referida capela, no dia 02-05-1803, segunda-feira, ao completar 16 anos de idade, com Manuel Simões Diniz, natural de Tiradentes (MG), que a deixou viúva no dia 22-02-1808, segunda-feira, em Barbacena, depois de 4 anos, 9 meses e 20 dias de casados; este filho do Capitão Manuel Simões Diniz, escrivão em Barbacena, e de Rosa Maria da Assunção. E eles geraram quatro filhos:
1.1.1 Cândido Simões Diniz (1804—16-01-1825).
1.1.2 Manuel Simões Diniz.
1.1.3 Elias Simões Diniz batizado no dia 05-02-1807, quinta-feira; e casado pelo que dizem, com Maria de Jesus, sua prima, filha de Francisco José de Figueiredo e de Libânia Rosa Rodrigues. Maria de Jesus, ao ficar viúva, convolou novas núpcias com Antônio Teixeira Marinho.
1.1.4 Joaquim Simões Diniz.5,6

1.1 Luísa Teresa de Figueiredo, que tinha o mesmo nome de sua avó materna, casou-se pela segunda vez em 1815, com Manuel Gonçalves Cortes, este nascido em 02-09-1779, quinta-feira, na sede da fazenda Contramestre, situada em área hoje pertencente ao Município de Carandaí, Minas Gerais; e que foi batizado no dia 13-09-1779, segunda-feira, na capela de São José do Ribeirão de Alberto Dias, atual Ressaquinha, Minas Gerais.
Manuel Gonçalves Cortes (02-09-1779—25-01-1827) faleceu no Ribeirão dos Aventureiros, em área situada no atual Distrito de Angustura, Município de Além Paraíba (MG), aos 47 anos, 4 meses e 23 dias de idade, e após 12 anos de casado.
Eis abaixo alguns de seus ascendentes, com base no livro: "Os Côrtes — Descendência de Antônio Gonçalves Côrtes e Ana Gonçalves Rodrigues", de autoria do insigne genealogista Attila Augusto Cruz Machado, do Rio de Janeiro (RJ):
1. Manuel Gonçalves Cortes (02-09-1779—25-01-1827).5
Seus pais:
2. Antônio Gonçalves Cortes (13-10-1738—04-01-1805). Ele era natural de Moreira do Rei, Portugal. Veio para o Brasil, onde se tornou o patriarca deste grande ramo da família Cortes. Tinha 39 anos, 10 meses e 8 dias de idade ao se casar com [3] Ana Gonçalves Rodrigues. Ele faleceu na sede da fazenda Contramestre, em terras que hoje fazem parte do Município de Carandaí (MG), aos 66 anos, 2 meses e 22 dias de idade, e após 26 anos, 4 meses e 14 dias de casado. Era filho legítimo de [4] Manuel Cortes e de [5] Maria Gonçalves.5
3. Ana Gonçalves Rodrigues. Nascida no dia 06-03-1760, quinta-feira, em Barbacena (MG). Tinha 18 anos, 5 meses e 15 dias de idade ao se casar com [2] Antônio Gonçalves Cortes, no dia 21-08-1778, sexta-feira, na capela de Nossa Senhora da Glória, filial da matriz de Nossa Senhora da Conceição de Prados, na atual Carandaí (MG). Era filha legítima de [6] João Rodrigues Vale e de [7] Isabel Ribeira.3,5
Seus avós paternos:
4. Manuel Cortes (24-04-1707—24-06-1760). Era português natural de Moreira do Rei, onde sempre viveu. Tinha 26 anos, 7 meses e 13 dias de idade ao se casar aí com [5] Maria Gonçalves, em cerimônia celebrada no dia 07-12-1733, segunda-feira. Ele morreu aos 53 anos e 2 meses de idade. Era filho legítimo dos portugueses: [8] Antônio Cortes (??-09-1669—17-12-1746) e [9] Luzia Novais (13-12-1672—26-07-1712), ele natural de Moreira do Rei, onde se casaram em 13-12-1705, e ela de Areal, onde moraram e faleceram.5
5. Maria Gonçalves. Nasceu em Vilela, Bemposta, Portugal, no dia 09-02-1708, quinta-feira. Tinha 25 anos, 9 meses e 29 dias de idade ao se casar com [4] Manuel Cortes no dia 07-12-1733, segunda-feira em Moreira do Rei. Era filha legítima dos portugueses [10] Pedro Gonçalves (31-01-1673—12-03-1732) e [11] Francisca Gonçalves (02-10-1674—19-02-1720), ambos naturais de Vilela, Bemposta, casados no dia 29-09-1706, em Moreira do Rei e falecidos no lugar denominado Digão, em Vilela, Bemposta.5
Seus avós maternos:
6. João Rodrigues Vale (15-04-1728—22-06-1781), natural de São Martinho de Ruivães, Vieira do Minho, Braga. Portugal, e falecido em Barbacena (MG). Veio para o Brasil, fixando-se em Barbacena, Minas Gerais, onde aos 22 anos, 10 meses e 7 dias de idade, se casou com [7] Isabel Ribeira. Ele era filho legítimo de [12] João Rodrigues (14-05-1691—) e [13] Joana Gonçalves (08-02-1686—), ambos naturais de Portugal, onde se casaram em 13-05-1716.3,5,17,25
7. Isabel Ribeira (1738—25-11-1823), natural do Ribeirão de Alberto Dias, atual Ressaquinha (MG), onde foi batizada no dia 19-11-1738, quarta-feira, na capela de São José, filial da igreja de Nossa Senhora da Piedade, de Barbacena (MG). Era Também chamada de Isabel Ribeiro de Lima. Tinha aproximadamente 12 anos e 4 meses de idade ao se casar com [6] João Rodrigues Vale, no dia 22-02-1751, segunda-feira, na igreja de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena (MG). Ela faleceu nesta mesma localidade no dia 25-11-1823, terça-feira, aos 85 anos de idade; e que era filha legítima de [14] Manuel Machado Pestana, natural da Freguesia de Nossa Senhora do Rosário, ilha de São Jorge, Açores, e de [15] Ana Francisca, também chamada Ana Francisca Garcia, natural da Vila de São José, atual Tiradentes, Minas Gerais; que se casaram no dia 16-04-1736, segunda-feira, na igreja de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena, Minas Gerais.3,5,17,25,26,27,28
Luísa Teresa de Figueiredo e Manuel Gonçalves Cortes tiveram cinco filhos e deram origem à família Figueiredo Cortes. Ei-los pela ordem de nascimento:
1.1.5 Joaquim Justiniano de Figueiredo Cortes (1816—22-09-1851) casado com Ana Inácia Teixeira.5,7,10
1.1.6 Antônio Augusto de Figueiredo Cortes. Nasceu em 1819 e casou-se duas vezes: em primeiras núpcias com Carolina Cândida Teixeira Leite; e em segundas com Raquel Querubina de Figueiredo Cortes.5,7,10
1.1.7 Bárbara Raquel Carolina Cortes (1820—07-11-1842) casou-se com Francisco de Paula de Oliveira e Castro.5,7,10
1.1.8 José Augusto de Figueiredo Cortes (1821/1822—20-03-1902) casou-se com Maria Guilhermina Diniz, que faleceu em 03-06-1862.5,7,10
1.1.9 Manuel Gonçalves de Figueiredo Cortes (??-01-1824—31-08-1899) que se casou com Inácia Alexandrina Vilas Boas Coutinho (18-01-1826—05-07-1883).5,7,9,10
1.2 José Antônio de Figueiredo. Nasceu por volta de 1790 em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais. Casou-se com a viúva Joana Batista de Noronha, nesta mesma localidade, no dia 08-01-1817, quarta-feira, na capela de Nossa Senhora do Pilar; sendo esta filha legítima do Capitão de Ordenanças Francisco Xavier Monteiro de Noronha, natural de Santana do Sacramento, Bahia, e de Maria Clara de Assis e Castro, nascida em São Miguel do Itacolomi, Minas Gerais, onde estes se casaram por volta de 1775; neta paterna de Francisco Monteiro de Noronha e de Caetana Josefa da Gama Pessanha, e materna do português Antônio Álvares de Castro e de Joana Batista de Negreiros.
A Ana Batista de Noronha Negreiros fora casada em primeiras núpcias com o viúvo e Capitão Antônio Pereira da Cunha, natural de Barbacena (MG) e aí falecido em seu sítio no dia 10-07-1815, segunda-feira, e que era filho legítimo do português Francisco Pereira da Cunha e de Ana Maria de Jesus (sendo esta viúva de Pedro Paiva Coimbra).
O Capitão Antônio Pereira da Cunha por sua vez fora casado em primeiras núpcias com Teresa Maria Duarte (cerca de 1778—??-01-1812), filha de Gonçalo Correia Neto e de Teresa Maria Duarte, e deixou com ela três filhas, todas nascidas em Barbacena (MG): Maria Felisbina, em 1804/1805; Mariana, em 1806/1807; e Ana Joaquina, em 1809/1810, que se casou em 06-09-1824, na capela do Curral, Freguesia de Barbacena (MG), com Leonardo Furtado da Costa, filho do homônimo Leonardo Furtado da Costa e de Maria Simplícia dos Reis.
José Antônio de Figueiredo e Joana Batista de Noronha foram moradores em Barbacena, Minas Gerais. Sem mais notícias.3,11,12
1.3 Francisca. Nasceu em 1793 (provavelmente no mês de março) em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais; e foi batizada pelo Padre José Pereira de Souza, no dia 05-04-1793, sexta-feira na capela de Nossa Senhora do Pilar (que deixou de existir por volta de 1850). Foram seus padrinhos de batismo: José Rodrigues da Costa e Leonor Joaquina da Costa. Sem mais notícias.13
1.4 Francisco José de Figueiredo. Nasceu no ano de 1794 (provavelmente no mês de abril), em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais; e foi aí batizado pelo Padre Coadjutor Francisco de Sales Álvares, no dia 29-04-1794, terça-feira, na capela de Nossa Senhora do Pilar (que deixou de existir por volta de 1850). Foram seus padrinhos de batismo: Joaquim Rodrigues da Costa e Joana Teresa de Jesus.
Ele se casou duas vezes: em primeiras núpcias, com Libânia Rosa Rodrigues nascida e batizada no ano de 1793 em Senhora dos Remédios, Minas Gerais.5,7,17
Ascendência da esposa:
1. Libânia Rosa Rodrigues.
Seus pais:
2. João Batista Condé (1743—1835). Era natural da Freguesia de Nossa Senhora da Luz, ilha Graciosa, Açores, Portugal. Foi casado com [3] Maria Rosa de São José e faleceu na sede da fazenda da Serra, em Brejaúbas, Freguesia de Barbacena (MG). Era filho legítimo de [4] Manuel de Condé Paes e de [5] Maria Vaz de Bittencourt.7,16,17,18
3. Maria Rosa de São José (25-01-1770—12-09-1825), natural de Carijós, atual Conselheiro Lafaiete (MG), onde se casou com [2] João Batista Condé, em 15-02-1793, sexta-feira, na igreja de Nossa Senhora da Conceição. Era filha legítima de [6] José Rodrigues Rosa e de [7] Josefa Maria de São José. Ela faleceu na sede da fazenda da Serra, em Brejaúbas, Freguesia de Barbacena (MG), aos 55 anos, 7 meses e 18 dias de idade, após 32 anos, 6 meses e 28 dias de casada, em que gerou pelo menos treze filhos: Libânia Rosa Rodrigues; Maria Joana Emídia Condé; Antônia Rita de Condé; João Batista Condé Júnior; Severina Francisca de Condé; Silvéria Umbelina Condé; Teodora; Francisco Rodrigues Condé; José; Antônio Rodrigues Condé; Modesto; Mariana; e Teresa.7,16,17,18
Seus avós paternos:
4. Manuel de Condé Paes. Viandante.16,17,18
5. Maria Vaz de Bittencourt.16,17,18
Seus avós maternos:
6. José Rodrigues Rosa. Natural de de Conselheiro Lafaiete (MG). Era filho legítimo dos açorianos [12] João da Rosa e [13] Maria da Conceição.
7. Josefa Maria de São José. Natural de Conselheiro Lafaiete (MG) e casou-se com o seu conterrâneo [6] José Rodrigues Rosa no dia 13-07-1739, segunda-feira, em São Caetano, Município de Cristiano Otoni (MG). Era filha dos açorianos [14] Manuel de Bittencourt e [15] Mariana Xavier.
Bisavós:
12. João da Rosa. Natural dos Açores.
13. Maria da Conceição. Natural dos Açores.
14. Manuel de Bittencourt. Natural dos Açores.
15. Mariana Xavier. Natural dos Açores.
Pelo que dizem, o casal Francisco José de Figueiredo e Libânia Rosa Rodrigues teve pelo menos a seguinte filha:
1.4.1 Maria de Jesus. Ela se casou duas vezes: em primeiras núpcias com o seu primo Elias Simões Diniz, filho legítimo do Capitão Manuel Simões Diniz e de Luísa Teresa de Figueiredo; e ao ficar viúva, contraiu segundas núpcias, com Antônio Teixeira Marinho (vide acima 1.1.3 de 1.1).
1.4 Francisco José de Figueiredo depois de ficar viúvo casou-se com sua cunhada, também viúva, Maria Joana Emídia Condé, nascida pelo ano de 1794 em Senhora dos Remédios (MG) e que foi batizada em Prados (MG).
Maria Joana Emídia Condé era viúva do Capitão-Mor Antônio Furtado de Campos, com quem se casara no dia 14-06-1813, segunda-feira, em Senhora dos Remédios (MG), e que faleceu por volta de 1834. Ele era natural de Conselheiro Lafaiete (MG), filho legítimo de Antônio Furtado de Campos e de Maria da Assunção.
Do casal Francisco José de Figueiredo e Maria Joana Emídia Condé encontrei quatro filhos:
1.4.2 Francisco José de Figueiredo. Nascido em Mercês (MG) no dia 19-10-1831, quarta-feira.51
1.4.3 Antônio Pedro de Figueiredo. Natural de Mercês (MG), batizado em 29-06-1835, segunda-feira, e a confirmação do seu batismo consta em assento feito no dia 12-07-1844, sexta-feira, pela Paróquia de Barbacena (MG).52
1.4.4 Camila Batistina de Figueiredo. Foi batizada pelo Padre Carlos Pereira de Andrade, tendo como padrinhos: o Reverendo Manuel Rodrigues da Costa e dona Teresa de Jesus, tios-avós pelo lado materno da batizada. Batismo este, confirmado em assento feito no dia 12-07-1844, sexta-feira, pela Paróquia de Barbacena (MG). Casou-se com Mariano José Soares.49,53
1.4.5 José Maria de Figueiredo. Nascido no dia 08-03-1837, quarta-feira, em Barbacena (MG). Casou-se com Maria Januária Padilha.54
Como a Maria Joana Emídia Condé era irmã da Libânia Rosa Rodrigues, acima consta a sua ascendência.7,8,14,15,16,17,18
1.5 Camila. Nasceu em 1795 (provavelmente no mês de junho) em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais; e foi aí batizada pelo Padre Neutel Vaz de Melo, no dia 19-07-1795, domingo na capela de Nossa Senhora do Pilar (que deixou de existir por volta de 1850). Foram seus padrinhos de batismo: Francisco Rodrigues da Costa, e Ana Joaquina da Costa. Sem mais notícias.19
1.6 Ana. Nasceu em 1797 (provavelmente no mês de maio) em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais; e foi aí  batizada pelo Padre Neutel Vaz de Melo, no dia 13-06-1797, terça-feira, na capela de Nossa Senhora do Pilar (que deixou de existir por volta de 1850). Foram seus padrinhos de batismo: Antônio Rodrigues da Costa por procuração que apresentou Francisco Rodrigues da Costa, e Leonor Claudina da Costa, tios maternos da batizada. Sem mais notícias.20
1.7 Joaquim Cesário de Figueiredo. Nasceu provavelmente no mês de dezembro de 1799 em Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais; onde foi batizado pelo Padre Neutel Vaz de Melo no dia 04-01-1800, sábado, na capela de Nossa Senhora do Pilar (que deixou de existir por volta de 1850). Foram seus padrinhos de batismo: Manuel Monteiro da Rocha e sua mulher Teresa Maria de Jesus.20
Ele se casou no dia 08-08-1825, segunda-feira, na capela de Santo Antônio, do Rio Espera, Minas Gerais, com Maria Jesuína Cortes, que aí nascera por volta de 1809. Sendo Maria Jesuína de Figueiredo Cortes o seu nome de casada.
Joaquim Cesário de Figueiredo, além de tenente era fazendeiro. Mais tarde se fixou com sua família em Angustura (MG), onde se tornou grande produtor de café na região.
Ele faleceu em Angustura no dia 09-05-1861, quinta-feira, aos 60 anos de idade, após 35 anos, 9 meses e 1 dia de casado. Já, Maria Jesuína de Figueiredo Cortes faleceu viúva, no dia 04-06-1886, sexta-feira, com cerca de 77 anos de idade, também no Distrito de Angustura.5,7,10
Ascendência da esposa:
1. Maria Jesuína de Figueiredo Cortes.5,7,10
Seus pais:
2. Francisco Gonçalves Couto. Tenente, natural do Rio Espera (MG). Era filho legítimo do Guarda-Mor [4] Manuel Gonçalves Couto e de [5] Mariana Angélica Gonçalves.5,7,22,23,24
3. Ana Zeferina Cortes. Nascida na sede da fazenda Contramestre, que hoje se situa em área pertencente ao Município de Carandaí (MG); e foi batizada em 13-01-1784, terça-feira, na capela da Ressaca, na atual cidade de Carandaí.
Casou-se com [2] Francisco Gonçalves Couto, no dia 10-05-1808, terça-feira, na ermida do Bandeira, na então Freguesia de Barbacena; e que ficava situada no local que deu origem ao Distrito de São João da Serra, Município de Santos Dumont (MG).
Era filha legítima de [6] Antônio Gonçalves Cortes e de [7] Ana Gonçalves Rodrigues.5,22,23
Seus avós paternos:
4. Manuel Gonçalves Couto (1745—1815). Guarda-Mor natural da Freguesia de Gondomil, Valença, Viana do Castelo, Portugal. Casado com [5]  Mariana Angélica Gonçalves. Filho legítimo dos portugueses [8] Joaquim Gonçalves e [9] Maria Rodrigues.23
5. Mariana Angélica Gonçalves. Natural de Itaverava (MG).23
Seus avós maternos:
6. Antônio Gonçalves Cortes (13-10-1738—04-01-1805). Ele era natural de Moreira do Rei, Portugal. Veio para o Brasil, onde se tornou o patriarca deste grande ramo da família Cortes. Tinha 39 anos, 10 meses e 8 dias de idade ao se casar com [7] Ana Gonçalves Rodrigues. Ele faleceu na sede da fazenda Contramestre, em terras que hoje fazem parte do Município de Carandaí (MG), aos 66 anos, 2 meses e 22 dias de idade, e após 26 anos, 4 meses e 14 dias de casado. Era filho legítimo de [12] Manuel Cortes e de [13] Maria Gonçalves.5,22,23
7. Ana Gonçalves Rodrigues. Nascida no dia 06-03-1760, quinta-feira, em Barbacena (MG). Tinha 18 anos, 5 meses e 15 dias de idade ao se casar com [6] Antônio Gonçalves Cortes, no dia 21-08-1778, sexta-feira, na capela de Nossa Senhora da Glória, filial da matriz de Nossa Senhora da Conceição de Prados, na atual Carandaí (MG). Era filha legítima de [14] João Rodrigues Vale e de [15] Isabel Ribeira.3,5,22,23
Seus bisavós:
8. Joaquim Gonçalves. Natural de Portugal.18
9. Maria Rodrigues. Natural de Portugal.18
12. Manuel Cortes (24-04-1707—24-06-1760). Natural de Moreira do Rei, Portugal, onde sempre viveu. Tinha 26 anos, 7 meses e 13 dias de idade ao se casar aí com [13] Maria Gonçalves, em cerimônia celebrada no dia 07-12-1733, segunda-feira. Ele morreu aos 53 anos e 2 meses de idade. Era filho legítimo dos portugueses: [24] Antônio Cortes (??-09-1669—17-12-1746) e [25] Luzia Novais (13-12-1672—26-07-1712), ele natural de Moreira do Rei, onde se casaram em 13-12-1705, e ela de Areal, onde moraram e faleceram.5
13. Maria Gonçalves. Nasceu em Vilela, Bemposta, Portugal, no dia 09-02-1708, quinta-feira. Tinha 25 anos, 9 meses e 29 dias de idade ao se casar com [12] Manuel Cortes no dia 07-12-1733, segunda-feira em Moreira do Rei. Era filha legítima dos portugueses [26] Pedro Gonçalves (31-01-1673—12-03-1732) e [27] Francisca Gonçalves (02-10-1674—19-02-1720), ambos naturais de Vilela, Bemposta, casados no dia 29-09-1706, em Moreira do Rei e falecidos no lugar denominado Digão, em Vilela, Bemposta.5
14. João Rodrigues Vale (15-04-1728—22-06-1781), natural de São Martinho de Ruivães, Vieira do Minho, Braga. Portugal, e falecido em Barbacena (MG). Veio para o Brasil, fixando-se em Barbacena, Minas Gerais, onde aos 22 anos, 10 meses e 7 dias de idade, se casou com [15] Isabel Ribeira. Ele era filho legítimo de [28] João Rodrigues (14-05-1691—) e [29] Joana Gonçalves (08-02-1686—), ambos naturais de Portugal, onde se casaram em 13-05-1716.3,5,17,25
15. Isabel Ribeira (1738—25-11-1823). Era natural do Ribeirão de Alberto Dias, atual Ressaquinha (MG), onde foi batizada no dia 19-11-1738, quarta-feira, na capela de São José, filial da igreja de Nossa Senhora da Piedade, de Barbacena (MG). Era Também chamada de Isabel Ribeiro de Lima. Tinha aproximadamente 12 anos e 4 meses de idade ao se casar com [14] João Rodrigues Vale, no dia 22-02-1751, segunda-feira, na igreja de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena (MG). Ela faleceu nesta mesma localidade no dia 25-11-1823, terça-feira, aos 85 anos de idade. Ela era filha legítima de [30] Manuel Machado Pestana, natural da Freguesia de Nossa Senhora do Rosário, ilha de São Jorge, Açores, e de [31] Ana Francisca, também chamada Ana Francisca Garcia, natural da Vila de São José, atual Tiradentes, Minas Gerais; que se casaram no dia 16-04-1736, segunda-feira, na igreja de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena, Minas Gerais.3,5,17,25,26,27,28
Joaquim Cesário de Figueiredo e Maria Jesuína de Figueiredo Cortes tiveram treze filhos, conforme relação abaixo:
1.7.1 Francisco Cesário de Figueiredo Cortes (20-06-1826—24-01-1904). Casado no dia 25-10-1852, pelo Padre Wilson Rogério Campos Delgado, na igreja de Nossa Senhora das Mercês, no Mar de Espanha (MG), com Balbina Amélia Eugênia de Castro, filha legítima de Agostinho José Frederico de Castro e de Joana Carolina Batista do Vale; servindo como testemunhas do casamento os senhores: Domingos Eugênio Pereira e Francisco de Assis Pinto Ribeiro (Livro 02, folhas 50 verso, termo 200). Francisco Cesário de Figueiredo Cortes foi comendador e fazendeiro produtor de café em Angustura (MG), onde faleceu aos 77 anos, 7 meses e 4 dias de idade, depois de decorridos 51 anos, 2 meses e 30 dias desde a data do seu casamento.5,7,26
1.7.2 José Cesário de Figueiredo Cortes (01-06-1828—10-07-1902). Casado no dia 20-04-1861, sábado, às 17 horas, na sede da fazenda Boa Vista (dos pais da noiva), pelo Padre Henrique de Souza Borges Accioli, Vigário da igreja Madre de Deus, de Angustura (MG), com Maria Guilhermina Teixeira (cerca de 1838—12-03-1900), e tendo servido como testemunhas do casamento: o Comendador José Eugênio Teixeira Leite e Antônio Carlos Teixeira. Ela, filha legítima do Tenente-Coronel João Evangelista Teixeira (cerca de 1797—18-02-1873) e de sua segunda mulher Ana Esméria Teixeira. José Cesário de Figueiredo Cortes e Maria Guilhermina Teixeira foram fazendeiros  produtores de café na Freguesia de Angustura (MG), onde faleceram: ele, já viúvo, aos 74 anos, 1 mês e 9 dias de idade; e ela, na sede da fazenda da Trindade, aos 61 anos de idade, após 38 anos, 10 meses e 20 dias de casada.5,7,10
1.7.3 Raquel Querubina de Figueiredo Cortes. Casada com o viúvo e seu primo, Antônio Augusto de Figueiredo Cortes, filho legítimo de Manuel Gonçalves Cortes e de Luísa Teresa de Figueiredo (citados acima em 1.1.6 de 1,1). Sem mais notícias.5,7
1.7.4 Ana Cândida de Figueiredo Cortes. Nascida no dia 20-09-1831, terça-feira, no Rio Espera, então Freguesia de Itaverava (MG). Casou-se com o fazendeiro Silvestre Pacheco Frederico de Castro, natural do Mar de Espanha (MG), filho legítimo de Agostinho José Frederico de Castro (1786—04-01-1863) e de Joana Carolina Batista do Vale (1792—). Sem mais notícias.5,7
1.7.5 Maria Balbina de Figueiredo Cortes. Nascida em 1833 no Rio Espera (MG), e foi aí batizada na capela de Santo Antônio, pelo Padre Baião, no dia 29-12-1833, domingo; sendo padrinhos de batismo: Joaquim Gonçalves Couto e Francisca Carolina Gonçalves Cortes, por procuração apresentada pela senhora Francisca de Padilha. Ela foi casada com o agricultor Francisco Antunes de Siqueira, filho legítimo dos fazendeiros Francisco Antunes de Sequeira e de Francisca Carolina Gonçalves Cortes; e que faleceu no dia 23-08-1881, terça-feira. Sem mais notícias.5,7,46
1.7.6 Antônio Cesário de Figueiredo Cortes (09-03-1835—01-03-1909). Casado com sua prima Luísa Teresa de Figueiredo Castro, que faleceu no dia 23-09-1931, quarta-feira; filha legítima de Francisco de Paula de Oliveira e Castro e de Bárbara Raquel Carolina Cortes (1819/1820—07-11-1842).5,7
1.7.7 João Cesário de Figueiredo Cortes. Casado com sua prima Maria da Conceição Vilas Boas Cortes, filha legítima de Manuel Gonçalves de Figueiredo Cortes (??-01-1824—31-08-1899) e de Inácia Alexandrina Vilas Boas Cortes — Inácia Alexandrina Vilas Boas Coutinho quando solteira (18-01-1826—05-07-1883); estes proprietários da fazenda Serra Bonita e produtores de café em Angustura (MG), onde faleceram: ele, já viúvo, com 75 anos de idade e ela, com 57 anos, 5 meses e 17 dias.5,7,9,10
1.7.8 Joaquim Cesário de Figueiredo Cortes. Nascido no dia 22-11-1838, quinta-feira, e batizado em 04-12-1838, terça-feira. Casado com sua sobrinha Maria Jesuína Figueiredo de Castro, nascida no dia 06-12-1854, quarta-feira, em Além Paraíba (MG), onde foi batizada em 24-12-1854, domingo, na igreja de São José. Esta era filha legítima de Silvestre Pacheco Frederico de Castro e de Ana Cândida de Figueiredo Cortes.5,7
1.7.9 Lucas Cesário de Figueiredo CortesFrei Boaventura (27-04-1841—06-02-1927). Batizado no dia 08-08-1841, domingo. Ele faleceu aos 85 anos, 9 meses e 10 dias de idade.5,7
1.7.10 Demitildes Amélia de Figueiredo Cortes. Nascida em 09-04-1843, domingo, e batizada no dia 22-05-1843, segunda-feira. Casou-se na sede da fazenda da Barra, em Angustura (MG), no dia 09-01-1867, quarta-feira, com Francisco Eugênio Pereira e Castro. Ele natural do Mar de Espanha (MG), filho legítimo de Domingos Eugênio Pereira e de Ana Florentina de Castro.5,7
1.7.11 Elídio Cesário de Figueiredo Cortes. Advogado, nascido em Angustura (MG), onde foi batizado pelo Padre Vicente Ferreira Monteiro, no dia 24-06-1845, terça-feira, na igreja Madre de Deus; sendo seus padrinhos de batismo: José Eugênio Teixeira Leite e Antônio Gonçalves Cortes. Casou-se com sua prima e conterrânea, Lourença Emília Vilas Boas Cortes (18-05-1856—28-05-1922), falecida em Além Paraíba (MG), aos 66 anos e 10 dias de idade; irmã e concunhada da Maria da Conceição Vilas Boas Cortes (vide acima item 1.7.7), filha legítima de Manuel Gonçaves de Figueiredo Cortes (??-01-1824—31-08-1899) e de Inácia Alexandrina Vilas Boas Cortes — Inácia Alexandrina Vilas Boas Coutinho quando solteira (18-01-1826—05-07-1883). O Doutor Elídio Cesário de Figueiredo Cortes fundou em 1888 a fazenda Monte Alegre, no Distrito de Angustura, Município de Além Paraíba (MG).5,7,28
1.7.12 Augusto Cesário de Figueiredo Cortes. Nascido no dia 03-08-1846, segunda-feira, em Angustura (MG), e aí batizado em 14-11-1846, sábado, na igreja Madre de Deus. Casou-se com sua prima Ana Cândida de Figueiredo Castro, irmã e concunhada da Luísa Teresa de Figueiredo Castro (vide acima item 1.7.6), filha legítima de Francisco de Paula de Oliveira e Castro e de Bárbara Raquel Carolina Cortes (1819/1820—07-11-1842).5,7
1.7.13 Amélia, a caçula. Nascida em Angustura (MG), no dia 22-07-1848, sábado, e aí batizada em 08-10-1848, domingo. Ela faleceu ainda criança, no dia 07-04-1859, quinta-feira, com apenas 10 anos, 8 meses e 16 dias de idade.5
Pais do patriarca José Antônio de Figueiredo:
2. Antônio José de Távora de Figueiredo. Nascido por volta de 1717, em Fiolhal, Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal, era filho natural dos portugueses [4.] Antônio Luís de Távora de Figueiredo e de [5.] Custódia Fernandes. Mais tarde ele passou a morar em Miragaia, Porto, Portugal, onde se casou com aproximadamente 30 anos de idade, no dia 12-02-1747, domingo, na igreja de São Pedro, com [3.] Luísa Teresa de Jesus, sendo esta natural de Miragaia.29
O tempo foi passando e em 1758 o casal já havia gerado o último de seus seis filhos; e excetuando os falecidos em tenra idade, consegui encontrar apenas dois que chegaram à idade adulta e se casaram: a Ana Joaquina de Figueiredo que ficou em Portugal e o José Antônio de Figueiredo que se transferiu para o Brasil.
Todavia em Portugal concluiu-se no dia 12-01-1759, sexta-feira, o julgamento do atentado que sofrera o rei Dom José I. E uma das sentenças do Tribunal da Inconfidência foi a de que todo o sobrenome Távora deixasse de existir em Portugal, a partir de então.37 E o Antônio José de Távora de Figueiredo, que nem era parente próximo dos envolvidos, depois de 41 anos teve também que mudar o seu nome para Antônio José de Figueiredo.
E continuando com o nome de Antônio José de Figueiredo ele viveu durante 28 anos, 6 meses e 2 dias. Morreu na Rua da Barreira, na Porta Nova, em Miragaia, Portugal, no dia 14-06-1787, quinta-feira, aos 70 anos de idade, pouco mais ou menos, depois de 40 anos, 4 meses e 2 dias de casado; e seu corpo foi sepultado no dia seguinte, na Ordem Terceira de São Francisco, no Porto.36
Com a morte de Dom José I em 24-02-1777, subiu ao trono sua filha Dona Maria I. Além da saída do marquês de Pombal do governo português, a Rainha ordenou a abertura de um inquérito para apurar a sua atuação, assim como a revisão do Processo Távora. E o Desembargador Frei Doutor José Ricalde Pereira de Castro relator do Tribunal revisionista do processo dos Távoras, por sentença de 23-05-1781, pronunciou a inocência dos marqueses de Távoras e de seus filhos. E a Rainha Dona Maria I tornou público a restauração dos seus direitos e bens que possuíam, na medida do possível.37,47
Desde o dia 12-01-1759, sexta-feira, data da condenação injusta desta honrada família que tanto serviu a Portugal, até a data do término da revisão minuciosa do processo, sentenciada em 23-05-1781, sexta-feira, que os inocentou: foram 22 anos, 4 meses e 11 dias de dor e sofrimento.37,47
Antônio José de Figueiredo (Antônio José de Távora de Figueiredo antes de 12-01-1759) e Luísa Teresa de Jesus geraram seis filhos. Ei-los, pela ordem de nascimento:
2.1 Antônio. Filho primogênito, nascido no dia 20-02-1748, terça-feira, e batizado subconditione por necessidade em sua casa fora da Porta Nova, em Miragaia, Portugal, pelo Abade Manuel da Cruz no dia 24-02-1748, sábado; sendo seus padrinhos: Domingos Francisco Chaves, de Ribeira, Freguesia de São Nicolau, e Domingos Luís Pederneira, de Miragaia, que também tocou o menino; servindo como testemunhas: Manuel Coelho de Morais e Francisco Pereira. Ele faleceu ainda bebê. Sem mais notícias.30
2.2 Ana Joaquina de Figueiredo. Nascida no dia 18-07-1749, sexta-feira, em moradia fora da Porta Nova, em Miragaia, Porto, Portugal, e foi batizada pelo Abade Manuel da Cruz na igreja de São Pedro, no dia 23-07-1749, quarta-feira; sendo seus padrinhos: Antônio Luís de Távora de Figueiredo, avô paterno da menina, assistente na Freguesia de São Brás de Castanheira, Arcebispado de Braga, que o Reverendo Francisco Gonçalves, assistente nesta Freguesia de Miragaia, munido de procuração bastante, tocou a criança por ele, e também tocou a criança Manuel Lopes Vilas Boas; e serviram como testemunhas: Manuel de Sousa e Manuel Domingos Neves Reis.31
Ela se casou com João Vieira de Andrade, no dia 21-07-1770, segunda-feira, na igreja de São Pedro, em Miragaia. Ele, português, nascido em Cabeleiro, Paços de Gaiolo, Concelho de Marco de Canavezes; era filho legítimo de Manuel de Sá, natural de Esmoriz, Concelho de Ovar, e de Mariana Vieira de Andrade, natural de Papinhos, Paredes de Viadores, Concelho de Marco de Canavezes.35
2.3 Francisca. A primeira filha com este nome. Nascida no dia 04-10-1751, segunda-feira, em moradia fora da Porta Nova, em Miragaia, Porto, Portugal, e foi batizada subconditione por necessidade na mesma casa, pelo Abade Manuel da Cruz no dia 17-10-1751, domingo; sendo seus padrinhos: o Reverendo Henrique José de Oliveira, tio materno da menina, e a tocou também Silvestre Lopes Ribeiro, morador na Ribeira, Freguesia de São Nicolau. Serviram como testemunhas: Manuel Coelho de Morais e Luís Cristóvão da Costa Oliveira. Ela faleceu ainda bebê. Sem mais notícias.32
2.4 Francisca. A segunda filha com este nome. Nascida no dia 08-01-1755, quarta-feira, fora da Porta Nova, em Miragaia, Porto, Portugal, e foi batizada pelo Abade Manuel da Cruz na igreja de São Pedro, no dia 26-01-1755, domingo; sendo seus padrinhos: Antônio José Vassalo da Freguesia de São Brás de Castanheira, Arcebispado de Braga, e Faustina Maria Luísa, solteira, de 50 anos idade, da Freguesia de São Nicolau; servindo como testemunhas: José da Rocha e Francisco da Rocha, ambos desta Freguesia de Miragaia. Sem mais notícias.33
2.5 José Antônio de Figueiredo (10-03-1756—1802. Nascido em domicílio na Rua da Barreira, em Miragaia, Porto, Portugal. Transferiu-se para o Brasil provavelmente no início da década de 1780 e fixou-se na aplicação do Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais, onde em 17-08-1785, quarta-feira se casou com a viúva Rosa Joaquina da Costa, nascida na referida aplicação do Registro Velho no dia 17-04-1757, domingo, filha do Coronel Manuel Rodrigues da Costa e de sua mulher Joana Teresa de Jesus. Rosa Joaquina da Costa era irmã do Cônego Manuel Rodrigues da Costa (02-07-1754—19-01-1844), que teve participação na Conjuração Mineira, e que faleceu em Barbacena (MG) aos 89 anos, 6 meses e 17 dias de idade. Já, o José Antônio de Figueiredo morreu com a idade de 45 para 46 anos, na aplicação do Registro Velho, atual Sá Fortes, Município de Antônio Carlos, Minas Gerais. É o patriarca no Brasil deste ramo da família Figueiredo. Vide acima em [1.] a relação de seus filhos e netos.1,3,4
2.6 Maria. Nascida no dia 14-04-1758, sexta-feira, na Rua da Barreira, em Miragaia, Porto, Portugal, e foi batizada pelo Padre Encomendado João Álvares do Vale, na igreja de São Pedro, no dia 16-04-1755, domingo; sendo seus padrinhos: José Pinto da Cunha, natural de Torre de Vide e assistente na Freguesia de Santo Ildefonso, e José Monteiro de Carvalho, da região situada entre Vila Nova de Gaia e a Torre da Senhora da Piedade; servindo como testemunhas: o Reverendo Coadjutor João dos Santos, e Henrique José de Taveira morador em Miragaia. Sem mais notícias.34
3. Luísa Teresa de Jesus. Nascida provavelmente na primeira quinzena do mês de outubro de 1728, na Freguesia de Miragaia, Concelho do Porto, Portugal; e foi aí batizada pelo Abade Manuel da Silva no dia 18-10-1728, segunda-feira, na igreja de São Pedro; foram seus padrinhos: José de Faria Guimarães, mercador na Rua das Flores na cidade do Porto, e Luísa Teresa Clara, com procuração apresentada por sua prima Francisca Josefa, ambas da Freguesia de Miragaia; e serviram como testemunhas: o Padre Leandro da Silva Pereira e Domingos Pinto, ambos também de Miragaia.
Luísa Teresa de Jesus, que recebeu o mesmo nome de sua madrinha de batismo, era filha legítima de [6.] Paulo Cardoso e de [7.] Antônia Coelho de Oliveira. E se casou quando tinha 18 anos e 4 meses de idade, no dia 12-02-1747, domingo, na igreja de São Pedro, em Miragaia, com [2.] Antônio José de Távora de Figueiredo; que a partir de 12-01-1759, foi obrigado a retirar o sobrenome “Távora” do seu nome, passando a se chamar: Antônio José de Figueiredo, que embora tenha podido restaurá-lo, assim continuou.
Já, dona Luísa Teresa de Jesus faleceu viúva depois de 1787.
Avós paternos do patriarca José Antônio de Figueiredo:

4. Antônio Luís de Távora de Figueiredo. Nasceu por volta de 1686 em Tralhariz, Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal.
Ele teve com [5.] Custódia Fernandes, moça solteira, o filho [2.] Antônio José de Távora de Figueiredo, nascido por volta de 1717, em Fiolhal, Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal, que depois de 12-01-1759, adotou o nome: Antônio José de Figueiredo, que segue neste levantamento genealógico (vide o item 2.).
Antônio Luís de Távora de Figueiredo teve também com sua esposa Luísa Alvians, moradora em Ansiães de Carrazeda, a filha legítima Paula Luísa de Távora, nascida em Tralhariz, Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal; que se casou no dia 01-06-1752, quinta-feira, na igreja de São Brás, de Castanheiro, com Francisco Antônio de Távora Teixeira e Barros; sendo este, filho legítimo do Doutor Bernardo de Figueiredo Távora, sucessor do morgado de São Jorge e bacharel em Leis, que ocupou os cargos de Ouvidor em Vila Real e de Juiz de Fora em Sousel, e de Dona Luísa Teixeira de Barros Taveira. O referido Doutor Bernardo de Figueiredo Távora nascido por volta de 1784, era filho de Pedro Fernandes Vassalo de Távora e de Isabel de Figueiredo. Contudo não consegui encontrar dados para elucidar o parentesco do Doutor Bernardo de Figueiredo Távora com o seu conterrâneo e contemporâneo Antônio Luís de Távora de Figueiredo. Já a dona Luísa Teixeira de Barros Taveira nascera em Favaios, Portugal, onde faleceu no dia 18-11-1740, sexta-feira; sendo esta filha legítima de Pedro Teixeira de Barros Taveira e de Maria Gonçalves Cardoso, que faleceram em Favaios: ela em 21-05-1730, domingo; e ele em 24-08-1741, quinta-feira.38,39
O Antônio Luís de Távora de Figueiredo faleceu no dia 31-03-1753, sábado, em Tralhariz, Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal, onde residia. E seu corpo jaz aí sepultado na igreja de São Brás.40
5. Custódia Fernandes. Mãe solteira, moradora no lugar denominado Fiolhal, em Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal. Sem mais notícias.
Avós maternos do patriarca José Antônio de Figueiredo:
6. Paulo Cardoso. Nascido em Rebordões, Santo Tirso, Porto, Portugal, onde foi batizado na igreja de São Tiago.
Ele foi crismado no mesmo dia que sua irmã Mariana, no ano de 1706, na Freguesia de Rebordões, pelo Arcebispo Primaz Dom Rodrigo de Moura Teles, do Arcebispado de Braga, quando este esteve em visita pastoral ao mosteiro de Roriz.41
Era filho legítimo de [12.] Manuel Cardoso e de [13.] Luísa Francisca.
Casou-se com [7.] Antônia Coelho de Oliveira e fixaram residência na Rua da Armênia, em Miragaia, Porto, Portugal.
Paulo Cardoso faleceu em sua morada em Miragaia, no dia 07-09-1757, quarta-feira; e seu corpo jaz sepultado no local de número 24, na igreja de São Pedro.42
7. Antônia Coelho de Oliveira. Nascida no ano de 1688 (provavelmente no final do mês de julho ou nos primeiros dias de agosto) em Burgães, Santo Tirso, Porto, Portugal; e que foi aí batizada no dia 06-08-1688, sexta-feira, na igreja de São Tiago, pelo Padre João de Sampaio.43
Era filha legítima de [14.] José Coelho e de [15.] Custódia de Oliveira; e casada com [6.] Paulo Cardoso.
Ela, viúva e moradora sozinha na Rua da Armênia, próximo à fonte de fora, em Miragaia. Veio a óbito no dia 06-08-1763, sábado, horas depois de haver recebido todos os sacramentos ministrados pelo Abade Alexandre Ribeiro do Couto. Contava 75 anos de idade. Como o seu corpo só foi encontrado no dia 16-08-1763, terça-feira, teve que ser sepultado às pressas no local número 74, na igreja de São Pedro.43
Bisavós do patriarca José Antônio de Figueiredo:
12. Manuel Cardoso. Natural de Rebordões, Santo Tirso, Porto, Portugal.  Casado com [13] Luísa Francisca. Filho legítimo de [24] João Cardoso e de [25] Isabel Leão.41
13. Luísa Francisca. Natural de Rebordões, Santo Tirso, Porto, Portugal.41
14. José Coelho.43
15. Custódia de Oliveira.43
Trisavós do patriarca José Antônio de Figueiredo:
24. João Cardoso. Casado com [25.] Isabel Leão. Filho legítimo de [48.] Diogo Nogueira e de [49.] Antônia Cardoso.48
25. Isabel Leão. Filha de [50.] André Gonçalves e de sua mulher [51.] Madalena Manuel.48
Quartos avós do patriarca José Antônio de Figueiredo:
48. Diogo Nogueira.48
49. Antônia Cardoso.48
50. André Gonçalves.48
51. Madalena Manuel.48

Fontes:
1.      Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-7, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de José Antônio de Figueiredo, folhas 246 verso a 247 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0008_m00383.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Joze filho legitimo de Antonio Joze de Tavora natural da freguezia de Saõ Braz do Castinheiro Comarca da Torre de Moncorvo Archebispado de Braga, morador na Barreýra desta freguezia, e de Luiza Thereza de Jezus natural desta freguezia; netto paterno de Antonio Luis de Tavora, e de Costodia Fernandes solteýra todos da dita freguezia de Saõ Braz, e netto materno de Paullo Cardozo de Oliveýra da freguezia de Saõ Thiago de Rebordoins do Archebispado de Braga, e de sua mulher Antonia Coelha de Oliveýra da freguezia de Saõ Tiago de Rebordoins, e ella da freguezia de Saõ Thiago de Burgains do dito Archebispado. Naceo a des de Março, de mil, e sette Centos, e sincoenta, e seis; e foý por mim Manoel da Cruz Abbade desta Parrochial Igreja de Saõ Pedro de Miragaýa baptizado na mesma aos quinze do dito mes: foraõ padrinhos Joze Gonçalves de Oliveýra morador em villanova de Gaýa Comarca da Feýra deste Bispado, e Jozefa desta freguezia; sendo testemunhas Francisco da Rocha, e Henrique Joze de Oliveýra Tio do menino, e por verdade fis este assento, que assineý Era ut supra.
O Abbade Manoel da Cruz.
Henrique Joze de Oliveira.
Francisco da Rocha.
----------
Notas referentes ao assento acima:
O autor logrou encontrar e desvendar este assento que propiciou a descoberta dos ascendentes de José Antônio de Figueiredo, em Portugal.
Informações sobre as localidades citadas no referido assento:
Castinheiro = Castanheiro, Concelho de Carrazeda de Ansiães, Distrito de Bragança, Portugal.
Rebordoins = Rebordões, Santo Tirso, Distrito do Porto, Portugal.
Burgains = Burgães, Santo Tirso, Distrito do Porto, Portugal.
2.      Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de outubro de 1771 a junho de 1776. Assento de batismo de Manuel Monteiro de Pinho, folhas 390 - imagem: 196 de 207 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Manoel – Registo.
Aos vinte e sinco dias do mês de Março de mil e sete centos e setenta e seis anos na Capela da Senhora do Pilar do Rezisto velho filial desta Matris de Nossa Senhora da Piedade da Borda do Campo o Padre Bento Pacheco Com Licença minha Batizou solenemente e pos os Santos Oleos a – Manoel filho legitimo de Manoel Monteiro de Pinho, e de Roza Joaquina da Costa. Foraõ Padrinhos Manoel Rodrigues da Costa, e sua mulher Joana Tereza Jezus todos desta freguezia nasceo aos onze dias do mês de Março do dito ano de que fiz este asento.
O Vigario Feliciano Pitta de Castro.
3.      Internet, Web. Projeto Compartilhar - Coordenação de Bartyra Sette e Regina Moraes. Citações em "Manuel Rodrigues da Costa".
4.      Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Óbitos da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de abril de 1806 a maio de 1808. Assento de óbito de José Antônio de Figueiredo, folhas 153 verso = 151 verso - imagem: 10 de 106 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Joze Antonio de Figueiredo.
Registo Velho
No anno de mil oito centos, e dois falesceu Sem os Santos Sacramentos Jozé Antonio de Figueiredo, foi emcomendado de licença minha pelo Padre Manoel Rodrigues da Costa, e Sepultado dentro da Capela em sepultura da Fabrica de que mandei fazer este acento.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
5.      MACHADO, Attila Augusto Cruz, — "Os Côrtes – Descendência de Antônio Gonçalves Côrtes e Ana Gonçalves Rodrigues" – 376 páginas, Rio de Janeiro (RJ) – 2006. Citações.
6.      Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Matrimônios da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de dezembro de 1795 a novembro de 1812. Assento do casamento de Manuel Simões Diniz com Luísa Teresa de Figueiredo, folhas 165 verso = 162 verso - imagem: 57 de 135 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Manoel Simoens Denis – Dona Luiza Tereza.
Registo.
Aos dois de Maýo de mil oitocentos, e tres annos depois de feitas as Denunciaçoens na forma do Sagrado Consilio Tridentino, e Constituiçoens deste Bispado sem se descobrir impedimento algum, e com Provizaõ do Reverendo Doutor Vigario da Vara desta Comarca na Capella da Senhora do Pilar do Registo filial desta Matris o Padre Manoel Rodrigues da Costa de licença minha aSistio ao Sacramento do Matrimonio dos contraentes o Capitam Manoel Simoens Denis filho legitimo de outro, e de Dona Roza Maria da Assumpçaõ natural da freguezia da Vila de Saõ Joze = E Dona Luiza Thereza de Figueiredo filha legitima de Joze Antonio de Figueiredo e de Dona Roza Joaquina da Costa natural desta freguezia: lhes deo as bençaons nupceaes na forma do Ritual Romano do que foraõ testemunhas o Padre Joze Faria Brum, e Joze Rebelo da Silva de que mandei fazer este acento que aSinei.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
7.      SIGAUD, José Cortes e CORTES, Agostinho Teixeira — "Entrelaçamento Genealógico das Famílias Teixeira, Figueiredo e Cortes" – São Paulo – SP, 1968.
8.      Internet, web, Centro de História das Famílias, Minas Gerais, Brasil.
9.      Internet, web, pesquisa de Luís Carlos de Araujo Simões. Registro de Batismo de Inácia Alexandrina Villas Boas Coutinho, dados remetidos por e-mail em 09-11-2007.
10.  Arquivos da Paróquia Madre de Deus, Angustura, Município e Comarca de Além Paraíba, Estado de Minas Gerais, Brasil.
11.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Matrimônio da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de julho de 1808 a janeiro de 1826. Assento do casamento de José Antônio de Figueiredo com Joana Batista Monteiro de Noronha, folhas 104 verso a 105 - imagem: 110 de 308 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Registo

Joze Antonio de Figueiredo e Joanna Baptista
Aos oito de Janeiro de 1817 na Capella do Registo, o Padre Manoel Rodrigues da Costa de licença minha assistio ao Sacramento do matrimonio aos contrahentes Joze Antonio de Figueredo filho legitimo de Joze Antonio de Figueredo, e Dona Roza Joaquina natural e baptizado nesta Freguezia de Barbacena, e Dona Joanna Baptista de Noronha, viuva que ficou do capitam Antonio Pereira da Cunha: sendo Testemunhas Lourenço Joze de Moraes, e o capitam Francisco Rodrigues, de que fiz este acento.
O Vigario Manoel Joze de Oliveira.
12.  Internet, web, Blog da historiadora e professora Stela Dalva: "Eugenópolis - Sua história começa aqui." Página visitada em 04-09-2013.
13.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de dezembro de 1788 a sezembro de 1798. Assento de batismo de Francisca, folhas 466 verso - imagem: 72 de 197 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisca – Registo Velho.
Aos cinco de Abril de mil setecentos, e noventa, e tres na Capela da Senhora do Pillar do Registo Velho filial desta Matris de Barbacena o Padre Joze Pereira de Souza de licença minha batizou, e pos os Santos oleos a – Francisca filha legitima de Joze Antonio de Figueiredo, e Roza Joaquina da Costa Padrinhos Joze Rodrigues da Costa, e Leonor Joaquina da Costa todos desta freguezia de que mandei fazer este acento que asinei.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
14.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de dezembro de 1788 a sezembro de 1798. Assento de batismo de Francisco José de Figueiredo, folhas 483 - imagem: 88 de 197 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisco – Registo Velho.
Aos vinte nove de Abril de mil setecentos, e noventa, e quatro na Capela do Registo Velho filial desta Matriz de Barbacena o Coadjutor Francisco de Sales Alvares batizou, e pos os Santos oleos a – Francisco filho legitimo de Joze Antonio de Figueiredo, e Roza Joaquina da Costa Padrinhos Joaquim Rodrigues da Costa, e Joana Tereza de Jezus Viuva todos desta freguezia de que mandei fazer este acento que asinei.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
15.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Óbitos da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de maio de 1846 a outubro de 1863. Assento de óbito de Francisco José de Figueiredo, folhas 108 verso - imagem: 26 de 127 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisco Jozé de Figueiredo
Matriz
Á 29 de Outubro de 1848 sepultou-se dentro d'esta matriz, em sepultura do Santissimo, por ser irmaõ = Francisco Jozé de Figueiredo = marido de Dona Maria Joanna foi munido de todos Sacramentos, accompanhado e encomendado por mim; e lhe fizeraõ Exequias, n'esta Matriz.
O Vigario Joaquim Camillo de Brito
16.  ASSIS, João Paulo Ferreira de — "História do Município de Senhora dos Remédios", 302 páginas – Edição do Autor – Barbacena, Minas Gerais – 2003.
17.  ASSIS, João Paulo Ferreira de — "Revista Pólis 30" – Ressaquinha, Estado de Minas Gerais, Brasil.
18.  ALMEIDA, Joaquim Rodrigues de – Quincas Almeida — "Livro do Acervo da Biblioteca Antônio Perdigão" – Doação de Walter Andrade de Souza, em 11 de março de 1988 ao Museu e Arquivo da Cidade de Conselheiro Lafaiete, Minas Gerais – Direção de Célio Brás de Sousa Faria.
19.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de dezembro de 1788 a dezembro de 1798. Assento de batismo de Camila, folhas 503 - imagem: 108 de 197 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Camila – Registo.
Aos dezanove de Julho de mil setecentos, e noventa, e cinco na Capela da Senhora do Pillar do Registo filial desta Matris de Barbacena o Padre Neutel Vaz de Melo de licença minha batizou, e pos os Santos oleos a – Camila filha legitima de Joze Antonio de Figueiredo, e Roza Joaquina da Costa Padrinhos Francisco Rodrigues da Costa, e Anna Joaquina da Costa todos desta freguezia de que mandei fazer este acento que asinei.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro
20.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de dezembro de 1788 a dezembro de 1798. Assento de batismo de Ana, folhas 590 - imagem: 195 de 197 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Anna inocente – Registo Velho.
Aos treze de Junho de mil setecentos, e noventa, e sete na Capella da Senhora do Pillar do Registo Velho filial desta Matriz de Barbacena o Padre Neutel Vas de Mello de licença minha batizou, e pos os Santos Oleos a – Anna inocente filha legitima de Joze Antonio de Figueiredo, e Roza Joaquina da Costa Padrinhos Antonio Rodrigues da Costa por procuraçaõ que aprezentou Francisco Rodrigues da Costa, e Leonor Claudina da Costa Tios da batizada todos desta freguezia de que mandei fazer este acento que asinei.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
21.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de junho de 1798 a julho de 1809. Assento de batismo de Joaquim José Cesário de Figueiredo, folhas 48 verso - imagem: 50 de 280 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Joaquim inocente – Registo Velho.
Aos quatro de Janeiro de mil e oito centos annos na Capella do Registo Velho filial desta Matris de Barbacena o Padre Neutel Vaz de Mello de licença minha Batizou e pos os Santos Oleos a – Joaquim inocente filho legitimo de Joze Antonio de Figueiredo e de sua mulher dona Roza Joaquina da Costa: foraõ Padrinhos Francisco Rodrigues da Costa digo Manoel Monteiro da Rocha e sua mulher Thereza Maria de Jezus de que mandei fazer este acento.
O Vigario Dom Agostinho Pitta de Castro.
22.  Internet, Web, Catholic Church Records, Prados, Minas Gerais, Brasil. Livro 4 de Batizados da igreja de Nossa Senhora da Conceição, referente ao período de maio de 1741 a março de 1789. Assento de batismo de Ana Zeferina Cortes, folhas 210 verso - imagem: 214 de 289 - transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Aos treze de Janeiro de mil septe centos oitenta e coatro annos na Capella da Ressaca filial desta Matris dos Prados o Reverendo Manoel da Costa Azevedo Pereira baptizou e pos os Santos Olios a Anna filha legitima de Antonio Gonçalves Cortes, e de Anna Gonçalves Rodrigues, foraõ Padrinhos Pedro Gonçalves Afonco Mendonça por Procuraçaõ que delle aprezentou o Reverendo Antonio da Silva e Santos e Ilca Francisca de Jezus viuva esta da Freguezia da Borda do Campo e os mais desta dos Prados e para constar mandei fazer este assentos que assignei era ut supra
o Vigario Manoel Martins de Carvalho
23.  Internet, Web, Catholic Church Records, Prados, Minas Gerais, Brasil. Livro de Matrimônios da igreja de Nossa Senhora da Conceição, referente ao período de maio de 1779 a janeiro de 1822. Assento do casamento de Francisco Gonçalves Couto com Ana Zeferina Cortes, folhas 172 verso a 173 = 151 verso a 152 - imagem: 154 de 249 - transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Bandeira
Francisco Gonçalves Coito e Anna Zeferina Côrtes.
Aos des de Maio de mil oito centos e oito, na Ermida do Bandeira, Freguezia da Villa de Barbacena, feitas as denunciaçoens na forma do Sagrado Concilio Tridentino, e Constituiçaõ, e precedendo provizaõ de habilitaçaõ do Muito Reverendo Doutor Marcos Antonio Monteiro, Vigario da Vara desta Comarca, de Licença minha, na prezença do Reverendo Manoel Gonçalves Coutto, e das testemunhas, que se achavaõ prezentes o Capitaõ Joze Pereira Alvim, Joaquim Rodrigues Valle, e outras mais, se cazaraõ por palavras de prezente, et in facie Ecclesiæ Francisco Gonçalves Coito, filho legitimo do Guarda mor Manoel Gonçalves Coito, e Dona Marianna Angelica Gonçalves, natural, e baptizado na Capella da Espera, da Freguezia da Itaberaba, donde he morador, com Anna Zeferina Côrtes, filha legitima de Antonio Gonçalves Côrtes, e Anna Gonçalves Rodrigues, natural, e baptizada nesta Freguezia de Prados, donde he moradora; e logo lhes deo as bençoens nupciaes na forma do Ritual Romano: e para constar mandei fazer este assento, que assignei era ut Supra.
O Vigario Joze Gonçalves Torres
24.  Livro "Tutelas e Curatelas" – publicação nº 57 – 120 páginas – pelo então Ministério da Justiça e Negócios Interiores – Arquivo Nacional, diretor: Pedro Moniz de Aragão – apresentação de Carlos Grandmasson Rheingantz (1915—1988), Rio de Janeiro (RJ), 1965. Citação em II, 101 (capítulo II), 102 (1).
25.  ALBUQUERQUE, Pedro Wilson Carrano — "Encontro com os Ancestrais", 930 páginas – Brasília (DF) – 1999.
26.  Arquivos da Paróquia de Nossa Senhora das Mercês, Mar de Espanha, Estado de Minas Gerais, Brasil.
27.  CASTRO, Celso Falabella de Figueiredo - "Os Sertões de Leste - Achegas para a história da Zona da Mata", 2ª Edição Revista e Ampliada, 199 páginas, Belo Horizonte (MG), 2001.
28.  Cemitério da Trindade do Santíssimo Sacramento, Além Paraíba, Minas Gerais.
29.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Casamentos M-7, referente ao período de 29-08-1744 a 20-11-1760, da igreja de São Pedro. Assento de casamento de Antônio José de Távora de Figueiredo com Luísa Teresa de Jesus, folhas 189 verso a 190 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-002-0008_m00326.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Antonio Joze de Tavora filho natural de Antonio Luis de Tavora, e de Costodia Fernandes do lugar do Fiolhal freguezia de Saõ Bras do Castinheiro Comarca da Torre de Moncorvo Archibispado de Braga se recebeo em minha prezença aos doze dias do mes de Fevereýro de mil, e sete centos, e quarenta, e sete com Luiza Thereza de Jezus filha legitima de Paullo Cardozo de Oliveýra, e de Antonia Coelha de Oliveýra assistente nesta freguezia de Saõ Pedro de Miragaýa donde a contrahente he natural e o contrahente morador com banhos corridos que ficaraõ no Cartorio de Joze Caetano escrivaõ do Ecleziastico; e sem impedimento: foraõ testemunhas as abaixo comigo assignadas desta freguezia e outras mais pessoas que se achavaõ prezentes. Passa na verdade é.
O Abbade Manoel da Cruz.
Henrique Jozé de Oliveýra.
Joseph de Almeida Pinto.
30.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-7, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de Antônio, folhas 38 verso a 39 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0008_m00175.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Antonio filho legitimo de Antonio Joze de Tavora, e de Luiza Thereza de Jezus moradores na Porta Nova desta freguezia nasceo a vinte de Fevereýro de mil, e sette centos, e quarenta, e oito; e foý por mim baptizado subconditione por estar em caza xemplado por necessidade, que para isso houve, aos vinte e quatro do mesmo: foý padrinho Domingos Francisco Chaves da Ribeýra freguezia de Saõ Nicolao; e Domingos Luiz Pederneýra desta freguezia tocou tambem o menino; sendo testemunhas os abaixo comigo asignados desta freguezia; e por verdade fis este asento, que asigneý Era ut supra.
O Abbade Manoel da Cruz
Manoel Coelho de Morais
Francisco Pereira
31.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-7, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de Ana Joaquina de Figueiredo, folhas 49 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0008_m00185.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Anna filha legitima de Antonio Joze de Tavora, e de Luiza Thereza de Jezus moradores Fora da Portanova desta freguezia nasceo a dezoito de Julho de mil, e sette centos, e quarenta, e nove; e foý por mim baptizada a vinte e tres do mesmo; sendo padrinho Antonio Luis de Tavora avo da menina assistente na freguezia de Saõ Braz de Castanheyra Archebispado de Braga tocou por elle com procuraçaõ bastante o Reverendo Francisco Gonçalves assistente nesta freguezia; e tambem tocou a menina Manoel Lopes Villas boas desta freguezia: foraõ testemunhas as abaixo comigo asinadas da mesma; e por verdade fis este asento que asiney Era ut supra.
O Abbade Manoel da Cruz
Manoel de Souza
Manoel Domingos Neves Reis
32.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-7, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de Francisca, folhas 66 verso - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0008_m00202.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisca filha legitima de Antonio Joze de Tavora, e de Luiza Thereza de Jezus moradores a Portanova desta freguezia nasceo a quatro de Outubro de mil, e sette centos, e sincoenta, e hum; e foý por mim baptizada subconditione por estar já emxemplada por perigo que teve de vida aos dezasette do mesmo: sendo padrinho o Reverendo Henrique Jozé de Oliveýra Tio da menina, e tocou tambem Sýlvestre Lopes Ribeýro morador na Ribeýra freguezia de Saõ Nicolao desta Cidade; e declarou o paý da menina que esta era netta pella parte paterna de Antonio Luis de Tavora de Figeýredo, e de Costodia Fernandes da freguezia de Saõ Braz do Castinheyro Comarca da Torre de Moncorvo Archebispado de Braga e pella parte materna netta de Paullo Cardozo de Oliveýra, e de Antonia Coelha de Oliveýra de Saõ Tiago de Burgains do Archebispado de Braga foraõ testemunhas as abaixo comigo asinadas desta freguezia; e por verdade fis este assento, que asineý Era ut supra.
O Abbade Manoel da Cruz
Manoel Coelho de Morais
Luiz Christovaõ da Costa Oliveýra
33.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-7, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de Francisca, folhas 234 verso - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0008_m00371.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisca filha legitima de Antonio Joze de Tavora natural da freguezia de Saõ Braz de Castinheiro do Arcebispado de Braga, e morador nos cobertos desta freguezia; e de Luiza Thereza de Jezus natural desta freguezia; netta paterna de Antonio Luis de Tavora, e de Costodia Fernandes solteýra ambos da dita freguezia de Tralharis de Saõ Braz de Castinheiro, e netta materna de Paullo Cardozo, e de sua mulher Antonia Coelha, elle da freguezia de Saõ Thiago de Rebordoins, e ella da freguezia de Saõ Thiago de Burgains ambos do dito Archebispado, naceo a oito de Janeýro de mil, e sette Centos, e sincoenta, e sinco; e foý por mim Manoel da Cruz Abbade desta freguezia de Saõ Pedro de Miragaýa baptizada na mesma aos vinte, e seis do dito mes, e anno: foraõ padrinhos Antonio Joze Vassalo da dita freguezia de Saõ Braz, e Faustina Maria Luiza solteýra de idade de sincoenta annos da freguezia de Saõ Nicolao desta Cidade sendo testemunhas Joze da Rocha, e Francisco da Rocha ambos desta freguezia e por verdade fis este assento, que asineý Era ut supra.
O Abbade Manoel da Cruz
Francisco da Rocha
Joze da Rocha
34.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Batismos H-9, referente ao período de 15-08-1744 a 30-06-1760, da igreja de São Pedro. Assento de batismo de Francisca, folhas 21 e verso - imagens: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0009_m00409.tif e PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-001-0009_m00410.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Maria filha legitima de Antonio Joze de Tavora e de Luiza Thereza de Jezus a rua da Barreyra desta freguezia de Miragaýa netta pella parte patterna de Antonio Luiz de Tavora e Figueiredo da freguezia de Saõ Bras do Castinheiro Comarca da Torre arcebispado de Braga, e de Costodia Fernandes desta mesma freguezia, e netta pella parte materna de Paulo Cardozo de Oliveýra e Antonia Coelha de Oliveýra desta mesma freguezia de Saõ Pedro de Miragaýa nasceo a quatorze de Abril, de mil e sette centos, e sincoenta, e oito, e foi baptizada por mim, Joaõ Alvares do Valle Encomendado desta sobreditta freguezia aos dezaseis deste dito mez de Abril do ditto anno: Foraõ Padrinhos Joseph Pinto da Cunha natural de Torre de vide, e assistente na freguezia de Santo Ildefonso, e Joseph Monteiro de Carvalho de Villa nova de Gaya com a torre da Senhora da Piedade; Testemunhas o Reverendo Coadjutor Joaõ dos Santos, e Henrique Joze de Taveýra morador nos cobertos desta freguezia e por verdade fiz este assento, que assignei com as testemunhas no dia, e era supra
O Encomendado Joaõ Alvares do Valle
O Cura Padre Joaõ dos Santos
Henrique Joze de Taveira
35.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Casamentos H-8, referente ao período de 28-07-1755 a 05-07-1777, da igreja de São Pedro. Assento do casamento de João Vieira de Andrade e Ana Joaquina de Figueiredo, folhas 181 verso a 182 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-002-0009_m00569.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Joaõ Vieýra de Andrade morador a Saõ Sabastiaõ freguezia da Santa Rita Cidade natural do lugar de Cabeleýro freguezia de Passos de gaýollo Comarca de sobre Tamega deste Bispado do Porto filho legitimo de Manoel de Sá natural do lugar de Esmoriz freguezia de Nossa Senhora da Penha de França Comarca da Feýra deste Bispado, e de sua mulher Marianna Vieýra de Andrade do lugar de Papinhos, freguezia de Saõ Romaõ de paredes, Comarca de sobre tamega deste Bispado neto paterno de Manoel Vieýra de Andrade, e de Domingas da Costa ambos do lugar de Papinhos, aos vinte e nove do mes de Janeýro de mil, e sete centos, e setenta annos Com banhos Correntes, e sem impedimento, e Certidoens dos seus banhos, e com bençoens, na prezença de mim o Cura da dita freguezia, e das testemunhas abaýxo asignadas, e de outras muýtas pesoas por palavras de presente se recebeu com Anna Joachina de Figueýredo natural do baýro de Miragaýa filha legitima de Antonio Joze de Figueýredo, natural do lugar de Tralharis freguezia de Saõ Braz do Castinheyro termo de Torre de Moncorvo Arcebispado de Braga e de sua mulher Luiza Thereza desta freguezia de Miragaya, neta paterna de Antonio Luiz de Tabora e Figueýredo do dito lugar de Tralharis, e de Custodia Fernandes do lugar de Tralhares da dita freguezia de Saõ Braz, e materna de Paulo Cardozo de Oliveýra, natural da freguezia de Saõ Nicolao desta Cidade do Porto, e de sua mulher Antonia Coelha de Oliveýra natural da freguezia Saõ Tiago de Borgins termo de Guimarains Arcebispado de Braga passa na verdade. Era ut supra. e neto - reafirmo de Manoel Vieýra de Andrade e Domingas da Costa ambos do lugar de papinhos a freguezia de Saõ Romaõ
O Cura Raýmundo Clarque
Joze Antonio Ribeiro
Antonio + do Sacramento
36.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Óbitos H-9, referente ao período de 22-02-1766 a 10-07-1791, da igreja de São Pedro. Assento do óbito de Antônio José de Figueiredo, folhas 336 verso - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-003-0009_m00975.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Antonio Joze de Figueiredo cazado com Luiza Thereza assistente nos cobertos da porta Nova desta freguezia de Saõ Pedro de Miragaýa, faleceo da vida prezente com todos os Sacramentos necessarios aos quatorze de Junho de mil sete centos, e oitenta e sette annos de idade setenta pouco mais, ou menos, fez testamento em que deixa setenta mil reis de corpo prezente, delle dará conta sua mulher testamenteira, está sepultado de minha licença na Capella dos Terceiros de Saõ Francisco no Porto quinze de Junho de mil, e sete centos, e oitenta, e sette annos.
O Abbade Andre Teixeira da Rocha.
E deve fazer
vi Officios
37.  Internet, web – Página Jus navigandi — Uma análise jurídica sobre o "processo dos Távoras" – por Francisco Carlos Távora de Albuquerque Caixeta. Endereço: http://jus.com.br/artigos/7669/uma-analise-juridica-sobre-o-processo-dos-tavora (visitado em 06-01-2014).
38.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal. Livro de Casamentos, referente ao período de 1746 a 1757, da igreja de São Brás. Assento do casamento de Francisco Antônio de Távora Teixeira e Barros com Paula Luiza de Távora, folhas 13 verso a 14 - imagem: PT-ADBGC-PRQ-CRZ05-002-00001_m0012.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Ao primeiro do mes de Junho da era de mil e setecentos e cincoenta e dois anos se receberam na minha prezença e das testemunhas abaixo nomiadas com banhos corridos na forma do Sagrado Concilio Tredentinno, e constetuicam deste arcebispado receberam bencois Francisco Antonio de Tavora Teixeira, e Baros natural da quinta de São Jorge da Comarca de vila Real filho legitimo do Doutor Bernardo de Figueiredo Tavora da mesma quinta e de Dona Luiza Teixeira, de Baros com Dona Paula Luiza de Tavora filha legitima de Antonio Luis de Tavora e Figueiredo do lugar de Tralharis desta freguezia de Saõ Bras do Castanheýro e de sua molher Luiza de Alvians já defunta e por verdade fis este termo que asignei com as testemunhas Antonio Joseph Vasalo Luis Antonio Francisco de Almeýda Manoel Gonçalves do lugar de Tralharis eu Padre Manoel de Sequeýra de Mesquita emcomendado desta Igreja que este fis e asigneý dia mes era ut supra.
Antonio Jozeph Vassallo
Luis Antonio
Manoel Gonçalves
Francisco de Almeida
O Padre Manoel de Sequeira de Mesquita
39.  Internet, web – Página: A Casa de Tralhariz — Um estudo monográfico – por Ana Margarida Portela e Francisco Queiroz. Endereço:
40.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Castanheiro, Carrazeda de Ansiães, Portugal. Livro de Óbitos 1, referente ao período de 1753 a 1867, da igreja de São Brás. Assento do óbito de Antônio Luís de Távora de Figueiredo, folhas 2 verso a 3 - imagem: PT-ADBGC-PRQ-CRZ05-003-00001_m0005.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Antonio Luis de Tavora de Figueiredo do lugar de Tralhariz da freguezia de Saõ Braz do Castanheýro, faleceo da vida prezente aos trinta e hum dias do mez de Março de mil sete centos cincoenta e tres annos; recebeo os Sacramentos, e fes testamento: esta sepultado na Igreja de Saõ Bras do Castanheýro, donde era fregues, deýxou por testamenteýro Carlos Correa de Almeýda, e eu o Padre Manoel Teýxeira da Sýlva Vigario da mesma freguezia; fis este assento que assineý dia mez, e era ut supra.
41.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Rebordões, Santo Tirso, Portugal. Livro Rol dos Crismados H-1, referente ao período de 26-11-1610 a 1706. Assento da Crisma de Paulo Cardoso e de sua irmã Mariana, em 1706, folhas 105 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PSTS16-004-0001_m0908.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Rol dos Crismados desta freguezia que chrismou o Senhor Dom Rodrigo de Moura Telles Arcebispo de Braga Primaz em atto de vizita em o Mosteiro de Roriz destes Passos que sam os seguintes em o anno de 1706.
... Paullo e Mariana filhos de Manoel Cardozo e de sua mulher Luiza Francisca.
42.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Óbitos H-7, referente ao período de 01-05-1744 a 15-02-1766, da igreja de São Pedro. Assento do óbito de Paulo Cardoso, folhas 132 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-003-0008_m00268.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Paullo Cardozo marido de Antonia Coelha morador na rua da Armenia desta freguezia morreo com os Sacramentos necessarios aos sette de Septembro de mil, e sette centos, e sincoenta, e sette: está sepultado nesta Igreja numero vinte, e quatro; dará conta se tiver de que dis a sua mulher. Passa na verdade.
O Abbade Manoel da Cruz.
Consta-me ser pobre
43.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Burgães, Santo Tirso, Portugal. Livro de Batismos 3, referente ao período de 21-09-1634 a 02-03-1712, da igreja de São Tiago. Assento de batismo de Antônia Coelho de Oliveira, página 230 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PSTS06-001-0003_m0952.jpg - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jezus Christo de mil seiscentos, e oitenta, e oito annos aos seis dias do mes de Agosto baptizou o Padre Joaõ de Sampaýo cura desta Igreja a Antonia filha legitima de Joze Coelho, e de sua mulher Custodia de Oliveira desta freguezia; foraõ Padrinhos...
44.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal. Freguesia de Miragaia, Porto, Portugal. Livro de Óbitos H-7, referente ao período de 01-05-1744 a 15-02-1766, da igreja de São Pedro. Assento do óbito de Antônia Coelho de Oliveira, folhas 146 - imagem: PT-ADPRT-PRQ-PPRT08-003-0008_m00282.tif - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro.
Antonia Coelha de Oliveira veuva de Paulo Cardozo de Oliveira Sogra de Antonio Joze de Figueiredo desta freguezia moradores a fonte de fora faleceo com todos os Sacramentos, necessarios, e sem testamento, pela meýa noute de dýa seis para dezaseis de Agosto de mil e sete centos e secenta e tres, sepultou-se rapido Senhor Jezus numero setenta e coatro, pasa na verdade.
O Abbade Alexandre Ribeýro do Coutto
45.  CASTELO BRANCO, José Barbosa Canaes de Figueiredo (1804–1857) — "Costados das familias illustres de Portugal, Algarves, Ilhas, e das Indias" – Volume 1, Impressão régia, Lisboa, Portugal, 1829/1831
46.  Internet, Web, Catholic Church Records, Itaverava, Minas Gerais, Brasil. Livro de Batizados da igreja de Santo Antônio, referente ao período de outubro de 1833 a junho de 1850. Assento de batismo de Maria Balbina de Figueiredo Cortes, folhas 3 - imagem: 4 de 89 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Maria
Aos 29 de Dezembro de 1833 baptizei solemnemente e pus os Santos Oleos a Maria parvula filha legitima de Joaquim Cezario de Figueiredo, e Maria Jezuina Gonçalves; foraõ Padrinhos Joaquim Gonçalves Couto e por Procuraçaõ que aprezentou Dona Francisca de Padilha, Francisca Carolina Cortes.
o Capellaõ Baiaõ
47.  Internet, Web, Wikipédia – A enciclopédia livre – Processo dos Távoras.
48.  Internet, Web, Etombo, Arquivo Distrital do Porto, Portugal.
PT/ADPRT/DIO/CABIDO/014/1634/34274
49.  Internet, web, dados fornecidos pela senhora Letícia Mello, da cidade do Rio de Janeiro (RJ), de seus arquivos familiares.
50.  Internet, Web, Catholic Church Records, Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Livro de Óbitos da igreja de Nossa Senhora da Piedade, referente ao período de Junho de 1768 a junho de 1778. Assento de óbito de Francisco, folhas 142 - imagem: 148 de 153 - pesquisa e transcrição de Luiz Fernando Hisse de Castro:
Francisco parvolo – Matris.
Aos onze dias do mes de Junho de mil e Setecentos e Setenta e oito annos faleceu da vida prezente Francisco parvolo, filho legitimo do Alferes Manoel Monteiro de Pinho; foi Sepultado dentro da Capella de Nossa Senhora do Pillar do Registo velho encomendado pello Reverendo Bento Pacheco de Andrade de que mandei fazer este aSento que aSinei       O Vigario Feliciano Pitta de Castro
51.  FamilySearch (https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-159393-322636-39?cc=2177275 : 22 May 2014), Barbacena > Nossa Senhora da Piedade > Batismos 1829, Set-1882, Maio > image 20 of 111; Paróquias Católicas, Minas Gerais (Catholic Church parishes, Minas Gerais). Batizado do Francisco José, filho de Francisco José de Figueiredo e de Maria Joana Emídia Condé.
52.  "Brasil, Minas Gerais, Registros da Igreja Católica, 1706-1999," images, FamilySearch (https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-159393-322636-39?cc=2177275 : 22 May 2014), Barbacena > Nossa Senhora da Piedade > Batismos 1829, Set-1882, Maio > image 20 of 111; Paróquias Católicas, Minas Gerais (Catholic Church parishes, Minas Gerais). Batizado do Antonio, filho de Francisco José de Figueiredo e de Maria Joana Emídia Condé.
53.  "Brasil, Minas Gerais, Registros da Igreja Católica, 1706-1999," images, FamilySearch (https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-159393-322636-39?cc=2177275 : 22 May 2014), Barbacena > Nossa Senhora da Piedade > Batismos 1829, Set-1882, Maio > image 20 of 111; Paróquias Católicas, Minas Gerais (Catholic Church parishes, Minas Gerais). Batizado da Camilla Batistina de Figueiredo, filha de Francisco José de Figueiredo e de Maria Joana Emídia Condé.
54.  "Brasil, Minas Gerais, Registros da Igreja Católica, 1706-1999," images, FamilySearch (https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-159393-322636-39?cc=2177275 : 22 May 2014), Barbacena > Nossa Senhora da Piedade > Batismos 1829, Set-1882, Maio > image 20 of 111; Paróquias Católicas, Minas Gerais (Catholic Church parishes, Minas Gerais). Batizado do José Maria, filho de Francisco José de Figueiredo e de Maria Joana Emídia Condé.



Autor deste levantamento genealógico:
Luiz Fernando Hisse de Castro
São José dos Campos
São Paulo, Brasil
10-01-2014